E foi pra valer.

Publicado em 26/fev/2014 por .

3

Para esse desastrado escriba – que se empolgou com a dupla Vargas-Barcos em Grêmio x Caracas na Libertadores/13 e profetizou, patético, a reinvenção da roda – imaginem ver o Luan nesse ataque do Grêmio?

Mas calma lá.

Já desgosto menos do Enderson, mas atribuo o grande momento do time ao desequilibrante Luan, um feliz achado surgido no moribundo Gauchão, somado a uma providencial lesão do Kléber, não ao técnico. Evidente que: 1. a mecânica do time evoluiu em comparação ao do ano passado, 2. que a função exercida pelo Edinho fazia muita falta, 3. que a atitude mudou. 4. que quem escala é ele.

Após a partida, o jornalista do ESPN, Mauro Cezar, comentou no seu twitter que o estádio não lota, pois grande demais, e que esse foi um fato negativo da noite. Se ele não tivesse mencionado o tamanho do estádio, saberíamos que ele lamentou o fato do estádio não estar lotado – como todos nós lamentamos. Logo, entendo que o que ele lamentou foi o tamanho do estádio. 1. Se o estádio fosse para 35.000 pessoas, estaria lotado, a renda seria a mesma, o jornalista estaria mais tranquilo? 2. Se tivéssemos 45.000 gremistas num estádio para 40.000, teríamos 5.000 possibilidades de conflito com a PM, vide semifinais da Libertadores/09, o jornalista elogiaria o tamanho do estádio e a falta de planejamento ao construir um novo estádio, menor do que o anterior? 3. Será que o jornalista se perguntou o que aconteceria caso os preços dos ingressos fossem menores nas áreas mais caras, ou se caso já se estivesse implementado o esquema de checkin para sócios, ou ainda, se caso não chovesse nas cidades, ao menos, durante os jogos das 22hs jogados nas terças-feiras de final de mês?

Enfim, é só pegação de pé minha, é que me pareceu insólita a colocação do jornalista.

Comentários (3)

Nossa casa, nossos pontos.

Publicado em 23/fev/2014 por .
Tags: ,

6

Não gosto do Enderson. Nenhum motivo prévio em particular, apenas achei a escalação no Grenal errada. Assim como a não substituição do Barcos. Nossa casa, nossos pontos. Pode-se dizer que é puro ranço mesmo. Entrar com o Zé, carregador/condutor de bola, claramente beneficia ao visitante que entra para não perder. Precisávamos de velocidade. Empatamos jogando mal.

Uruguay. Outro universo. Ali sim um condutor faria sentido. Cadencia, dilata tempos, prende a bola. Jogamos bem e vencemos.

Barcos melhorou muito, faz os gols que é pago pra fazer. Luan é um achado que surgiu da necessidade de relevar o Gauchão, essa porcaria.

Rhdolphoh por Souza, acerto. Edinho está muito bem. E prefiro um Geromel a um Werleiyiy, entretanto.

Só não nos deixemos enganar por esse campeonato de
quarta.

Terça-feira é que será pra valer.

Comentários (6)